Fotografia: Avelino Lima

Investigadores dão a conhecer projetos «de alta tecnologia» e de «grande impacto»

Dos oito projetos apresentados, destacaram-se a Chemitek, a Mag2clean e a Gripwise, que arrecadaram 5.000, 2.500 e 1.250 euros, respetivamente.

Rita Cunha
12 Set 2019

A purificação das águas, a avaliação da força muscular, o diagnóstico do cancro e a mimetização do intestino humano de forma a antever o que este absorve foram alguns dos temas abordados nos vários projetos apresentados hoje por investigadores no âmbito do evento “Sciencepreneurs”, promovido pelo INL -Laboratório Internacional Ibérico de Nanotecnologia e a Startup Braga.

Os oito projetos apresentados são os finalistas dos mais recentes programas de aceleração promovidos pelo INL e seus parceiros , apoiados ao longo do programa “Fuel”, com a duração de dois anos.

Tal como explicou Francisco Guimarães, responsável pela área de empreendedorismo do INL, «eram meras ideias que foram trabalhadas, sendo que algumas delas já se constituíram como empresas». O grande objetivo passa por «captarem algum investimento», constituirem-se como empresas e entrarem no mercado».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up