Fotografia: VSC

Vitória SC vai recorrer do castigo por incidentes com Marega

«Por não concordar com os seus fundamentos e, bem assim, com o seu sentido, a sociedade desportiva vai impugnar a decisão junto do Tribunal Arbitral do Desporto», lê-se no comunicado publicado no sítio oficial vitoriano.

Pedro Vieira da Silva / Lusa
4 Mai 2021

O Vitória de Guimarães vai recorrer do castigo do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por causa dos incidentes com o futebolista Marega em 16 de fevereiro de 2020, anunciou hoje o clube vimaranense.

O CD da FPF puniu os minhotos com três jogos à porta fechada e uma multa de 53.500 euros no âmbito do processo relativo aos insultos racistas dirigidos a Marega no jogo entre Vitória e FC Porto, da 21.ª jornada da edição de 2019/20 da I Liga, que os ‘dragões’ venceram por 2-1, e o clube de Guimarães decidiu recorrer da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD).

“Por não concordar com os seus fundamentos e, bem assim, com o seu sentido, a sociedade desportiva vai impugnar a decisão junto do Tribunal Arbitral do Desporto”, lê-se no comunicado publicado hoje, no sítio oficial vitoriano.

Neste processo, a acusação da Comissão de Instrutores (CI) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) ficou concluída em 26 de março de 2021, e o Vitória abdicou da presença na audiência disciplinar de 19 de abril, antes de a decisão ter sido tomada na reunião do CD de 03 de maio.

Se o Vitória não tivesse anunciado a decissão de recorrer, poderia cumprir os dois primeiros dos três jogos à porta fechada ainda na presente época, mesmo com a proibição de público nas bancadas para todos os jogos, frente ao Famalicão, em 12 de maio, para a 32.ª jornada, e ao Benfica, na última ronda, previsto para o dia 19.





Notícias relacionadas


Scroll Up