Fotografia: DR

Bosch coloca 2.300 funcionários em ‘lay-off’ devido a escassez de componentes eletrónicos

De 10 de maio a 9 de junho.

Redação
7 Mai 2021

A Bosch em Braga vai entrar em ‘lay-off’ a partir de segunda-feira. Em causa está, segundo fonte daquela empresa, a escassez de semicondutores, esendo que esta medida irá garantir a retribuição de 85% do rendimento ilíquido mensal dos trabalhadores afetados.

A mesma fonte revela, em comunicado, que o ‘lay-off’, destinado aos colaboradores da área de produção e de áreas de apoio, estará em vigor entre os dias 10 de maio a 9 de junho, havendo a «possibilidade» de prorrogação. Os 2.300 funcionários abrangidos «não vão estar todos neste regime ao mesmo tempo».

«Procurando minorar o impacto desta medida na vida dos colaboradores e suas famílias, a Bosch irá garantir a retribuição de 85% do rendimento ilíquido mensal aos colaboradores afetados, indo além dos dois terços previstos na lei», esclarece a empresa a laborar em Braga.

A Bosch Car Multimedia Portugal, em Braga, sublinha que «tem sido fortemente afetada pela escassez mundial de fornecimento de componentes eletrónicos, nomeadamente semicondutores, que se tem agravado no segundo trimestre de 2021». Esta crise mundial, sublinha, “tem provocado várias paragens de produção na empresa”.

O agravamento da situação, acrescenta, «terá como consequência paragens prolongadas de produção na Bosch em Braga, face a estas a empresa decidiu recorrer ao ‘lay-off’ do Código de Trabalho, procurando com esta medida preservar os postos de trabalho».

Apesar do impacto negativo que a escassez de componentes está a ter no negócio, a administração da Bosch Car Multimedia Portugal afirma já ter «novos produtos e tecnologias planeadas para serem lançadas e reforça as expetativas de crescimento e sustentabilidade para os próximos anos».

O grupo salienta ainda que «os colaboradores foram informados atempadamente».





Notícias relacionadas


Scroll Up