Fotografia: Avelino Lima

D. Jorge Ortiga convida família a ser espaço para cuidar da vida

Dia Arquidiocesano da Família celebrado de modo presencial e com transmissão pelas redes sociais da Arquidiocese.

Jorge Oliveira
15 Mai 2021

A Arquidiocese de Braga celebrou hoje o Dia Arquidiocesano da Família de modo presencial com um encontro no Auditório Vita, seguido da Eucaristia na Capela Imaculada, presidida pelo Arcebispo de Braga.

Nesta celebração, na véspera do encerramento da Semana da Vida, este ano com o tema “A vida que nos toca, a vida que sempre cuidamos”, D. Jorge Ortiga pediu aos cristãos que cuidem e dediquem tempo à Família, espaço que, disse, «é essencialmente para cuidar da Vida».

«A qualidade da vida depende muito da qualidade da vida familiar. Na família é importante que cada um cuide de si, materialmente e espiritualmente, mas também é importante aprender a cuidar dos outros», salientou.

D. Jorge Ortiga lembrou que a pandemia veio elevar ainda mais os índices de pobreza e só um trabalho «capilar, silencioso» das família e das comunidades poderá reverter esta realidade social.

«O impacto social da pandemia é evidente. Sendo grave, é de prever que se agrave muito mais quando terminar o regime lay-off e as moratórias.
O fim destas ajudas vai repercutir-se na vida familiar, pois vai provocar muito desemprego. Daí a necessidade de a partir da família cuidarmos uns dos outros», explicou.

Nesta celebração, na Capela Imaculada, no Seminário Menor, a Arcebispo pediu ainda aos cristãos que cuidem da Família Paróquia para que esta se fortaleça e seja capaz de cuidar de quem necessita de apoio.

O padre Paulo Duarte, sj, na conferência que proferiu no Auditório Vita, intitulada “Família: acolher, construir e viver o Amor como dom”, antes da celebração eucarística, defendeu que «é urgente pensar a família», a célula da sociedade que neste tempo de pandemia tem sido abalada, por múltiplos fatores, e «precisa de atenção».
«É urgente pensar a família. Como estamos e como somos em família», disse o sacerdote.

Neste Dia Arquidiocesano da Família três casais celebraram bodas matrimoniais na Capela Imaculada. Um celebrou 60 anos de matrimónio, outro as Bodas de Ouro (50) e outro 25 anos de matrimónio.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up