Fotografia: DM

Coligação PSD/ CDS-PP aposta «num grande resultado»

Acordo entre os dois partidos foi hoje assinado, tendo em vista as eleições autárquicas

Carla Esteves
16 Mai 2021

O candidato à Câmara de Vizela, Jorge Pedrosa, afirmou hoje que «Vizela precisa de avançar e não retroceder»,  sustentando que a coligação «tem tudo para ter um grande resultado nas próximas eleições». As declarações foram feitas na sede da campanha, durante a assinatura do acordo de coligação entre o PPD-PSD e o CDS-PP, que contou com a presença dos presidentes das distritais de Braga, Paulo Cunha e Nuno Melo.  

«Temos 23 anos como concelho, dos quais 16 anos de coligação entre o PSD e o CDS. Desses 23 anos 19 foram governados pelo PS e nesses últimos quatro foram governados por uma força independente e pela Coligação “Vizela para Todos”. O trabalho da Coligação esteve à vista de todos e foi o fator diferenciador nestes quatro anos», sustentou.

O presidente da Comissão Política Distrital do PSD, Paulo Cunha, deixou um registo prévio de satisfação pela permanência deste projeto, sustentando que «o sinteresses de Vizela estão acima da fulanização e dos partidos» e que «o que une estas forças políticas não é saber quem tem mais lugares, mas perceber que esta união de esforços é útil e terá um significado positivo na comunidade». 

«Hoje temos um candidato a presidente da Câmara, o Jorge Pedrosa, que tem  de Já Nuno Melo, presidente da Comissão Política Distrital do CDS-PP, começou por tecer críticas ao cartaz de campanha do Partido Socialista (PS), onde se pode ler “Cumprimos”!, afirmando que «certamente esta expressão, escrita no plural, não pode referir-se ao PS».

«O que faz o plural serão, além do candidato, as pessoas que estão sentadas nesta mesa e que são tributárias de qualquer sucesso que nestes quatro anos possa ser atribuído ao concelho de Vizela nestes termos de gestão. Nesse sentido “Cumprimos!” cada uma das pessoas que integraram um projeto que não pode ser apropriado por quem lá não esteve.

Defendendo que «no pdoer local a competência faz a diferença, Nuno Melo salientou que «os candidatos da Coligação represnetam a vontade de fazer obra a pensar nos vindouros».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up