Fotografia:

PS/Braga anuncia medidas para relançar a economia no pós pandemia

Artur Feio critica maioria no executivo municipal por «não ter nada pensado»

14 Jun 2021

Os vereadores do PS na câmara de Braga vão apresentar na próxima reunião do executivo uma proposta com um conjunto de medidas para relançar a economia no concelho no período pós pandemia.

Artur Feio disse hoje aos jornalistas que o município necessita de medidas para «acelerar a retoma», mas o executivo liderado por Ricardo Rio não tem «nada pensado» nesse sentido. 

«Vai esperar pelas medidas nacionais, não há um plano local, regional, para dinamizar toda vertente da economia que precisa muito do suporte do município», atirou Artur Feio no final da reunião de câmara, onde questionou o executivo sobre o que pensa fazer para relançar a economia e as atividades que estão a ser afetadas, e também sobre o que está a ser feito pela Polícia Municipal para travar os «excessos» em zonas como a dos bares junto à Universidade do Minho.

Em resposta, Ricardo Rio disse que o município está circunscrito às possibilidades ditadas pelas regras em vigor e que acompanha a posição do Presidente da República de que não deve haver recuos no desconfinamento, até porque «não há situações de dramatismo de saúde no concelho».

Para o edil, as regras em vigor «são demasiado penalizadoras para a atividade comercial» e a «matriz de risco» no concelho «já devia ter sido alterada».

O autarca reconheceu que o número de casos de contágio está a aumentar, mas disse que em Braga não há registo de óbitos por covid-19 há várias semanas e estarão apenas 2 ou 3 doentes nos cuidados intensivos no Hospital de Braga.

Quanto à questão dos abusos nas zonas de bares, Rio assegurou que a Câmara de Braga tem promovido não só ações de fiscalização como também adotado uma atitude sensibilizadora junto dos consumidores e dos proprietários dos bares.

[Notícia na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up