Fotografia: Francisco de Assis

Braga fez justiça a D. Diogo de Sousa, arcebispo que abriu portas e mentalidades da cidade

Nos 500 anos da sua morte

Francisco de Assis
19 Jun 2021

Depois de uma rua, um museu – Museu de Arqueologia, um colégio, D. Diogo de Sousa tem, finalmente, um monumento evocativo da sua memória e do seu legado aos bracarenses.

O monumento “Portas Abertas” foi inaugurado hoje, e tanto o presidente da Câmara de Braga como o Arcebispo de Braga enalteceram a obra do antigo Arcebispo de Braga, considerando, por isso, «um ato de justiça», com algum atraso, àquele que abriu portas, deu amplitude às ruas de Braga e também ajudou a abrir mentalidades, criando estruturas de ensino.
[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up