O tropeço camaleónico

21 Jun 2021
1657
Fotografia:

Junto à capela de S. João da Ponte há um não sei quê com o pescoço de fora
há um ror de tempo. Quem passa vai-se perguntando o que faz ali tamanho
estrupício, bem capaz de fazer cair um qualquer filho do Senhor.
Mas a semelhante pergunta, nicles de resposta. Uma coisa, porém, é certa:
de quando em vez, há alguém que trata de lhe mudar a cor. E se hoje é verde,
já foi vermelho uma vez e branco outra. Agora que se vivem as festas sanjoaninas
– ainda que pela pandemia estas passem quase despercebidas – é
hora de mudar a fatiota ao cerne da questão, isto é, acabar de vez com aquele
tropeço. Mas se a vontade dos senhores cá do burgo for de que assim continue…
boa bai ela!


Scroll Up