Fotografia: DR

PJ: Detido suspeito por furto de peças de arte sacra de Igreja

s bens culturais haviam sido vendidos por um valor diminuto a uma comerciante, que foi indiciada pela prática do crime de recetação.

Nuno Cerqueira
21 Set 2021

A PJ informou hoje que deteve um homem indiciado pela prática de furto qualificado de arte sacra.

«Foi constituído arguido um outro pela prática do crime de recetação», confirmou a GNR a este jornal.

A ação foi levado a cabo através da Diretoria do Norte, com a colaboração da PSP do Porto.

«No âmbito de uma investigação relativa ao furto de objetos de arte sacra, ocorrido no inicio deste mês numa Igreja portuense, identificou e deteve, fora de flagrante delito, o presumível autor», frisou a PJ.

No decurso da investigação, foi possível apreender as quatro peças de arte sacra furtadas, de valor patrimonial e histórico significativo.

Os bens culturais haviam sido vendidos por um valor diminuto a uma comerciante, que foi indiciada pela prática do crime de recetação.

O detido, de 48 anos de idade, desempregado, de nacionalidade portuguesa e com antecedentes por este e outros tipo de ilícitos, «vai ser presentes à competente autoridade judiciária para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas», vaticinou a PJ.

 

 





Notícias relacionadas


Scroll Up