Espaço do Diário do Minho

«Viver sem mentir»

7 Out 2021
Carlos Aguiar Gomes

« … A Família, enquanto sociedade natural na qual a reciprocidade e complementaridade entre homem e mulher se realizam plenamente, precede a mesma ordem sociopolítica do Estado, cuja livre actividade legislativa deve ter isso em conta e dar-lhe o justo reconhecimento».

Em 2019, a Congregação para a Educação Católica (para as Instituições de estudo), publicou um documento – HOMEM E MULHER OS CRIOU – que deve estar escondido em muitas gavetas de instituições de católicas e de muitos docentes de Religião e Moral Católicas. Tenho a certeza. Conheço vários exemplos.

A frase com que encimo este artigo é retirada desse documento (nº 36 e página 29 da edição da Paulus Editora, 2019).

É esta a doutrina católica definida logo no Genesis.

Philippe de Cathelineau, médico francês e pai de oito filhos, autor de várias obras, escreveu um livro – “ AUX SOURCES DE LA CULTURE DE LA VIE “ – (Ed. C.L.D. , 2003, com um belíssimo Prefácio do Cardeal Paul Poupard, então Presidente do Pontifício da Cultura). O Sub-título deste livro é : «Pai e Mãe Ele os criou».

É esta a única posição, a única, que um católico, para não faltar à verdade e resistir à mentira que nos invade cada dia. Mentira que carrega ameaças. Por isso, temos de nos preparar para o testemunho. Até para o martírio em nome da nossa Fé e da sua defesa e proclamação.

No momento em que estou a escrever este artigo (dia do Tratado de Zamora, 5 de Outubro de 1143), acabei de ler que “um perito independente”, Victor Madrígal-Borloz, que trabalha sob os auspícios do Conselho dos Direitos Humanos da ONU, entregou à ONU um documento no qual afirma que «existe uma importante “reacção” contra os avanços em matéria de direitos humanos conseguidos pelos homossexuais e transexuais….» e que esta reacção provém de líderes políticos ultra-conservadores e dos grupos religiosos que promovem o fanatismo e a desumanização das pessoas, fomenta o estigma e a intolerância…»! Depois, afirma que estas crenças (da reciprocidade e complementaridade entre homem e mulher) são «narrativas excludentes que equivalem ao discurso do ódio e inclusive da violência» e propõe, o que já não é nenhuma novidade, que «devem ser tratadas em consequência», inclusive…. incluindo-as na base jurídica da incitação ao ódio e dos delitos de ódio.

Não tendo força de lei, esta proposta de Victor Madrígal-Borloz abre ainda mais as fronteiras a Estados, grupos e associações para imporem o seu pensamento e castigar quem não pensa como eles. Provavelmente vão proibir a Bíblia, a Doutrina Social da Igreja sobre a Família, Matrimónio e Parentalidade, o Sacramento da Matrimónio…

Se temos o direito e o dever de resistir à mentira, temos ainda mais reforçados o direito e o dever de viver sem mentir, na nossa vida e nas nossas palavras.

Para os crentes católicos só um modo de entender o Homem: homem e mulher Deus os criou à sua imagem e semelhança, na reciprocidade e complementaridade. Aliás é a evidência biológica, o Homo sapiens é gonocórico e por isso será sempre necessário e indispensável, para a reprodução, um macho – homem – e uma fêmea – mulher. Afirmar o contrário é um erro e ao erro temos que saber opor a verdade. Resistindo. Vivendo de acordo com a lei natural que nos fez iguais e diferentes, não superiores nem inferiores um em relação ao outro.

Pai (homem) e Mãe (mulher) Ele os criou!



Mais de Carlos Aguiar Gomes

Carlos Aguiar Gomes - 1 Dez 2021

Fez dia 23 de Novembro 62 anos um “Decreto” da Sagrada Penitenciaria, do Vaticano ( AAS 51 – 921) que já caiu no esquecimento ou que de todo nunca foi conhecido e divulgado. Contudo, e sobretudo nestes nossos dias de dissolução da Família pela destruição do vínculo da matrimónio promovido e recusado, este Decreto é […]

Carlos Aguiar Gomes - 26 Nov 2021

Há já muitos, mas mesmo muitos anos, que tenho dedicado uma particular atenção à gravíssima questão da LIBERDADE DE EDUCAR. Recordo, por exemplo, a primeira conferência que fiz sobre o tema, no Porto, em 1973, pouco tempo depois de regressar da Guiné, onde prestei o meu serviço Militar Obrigatório, como Oficial da Armada. Não é […]

Carlos Aguiar Gomes - 18 Nov 2021

«…Qual de vós, tendo cem ovelhas, se perde uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto, para ir procurar a que se tinha perdido até que a encontre? E tendo-a encontrado, a põe sobre os ombros todo contente…» ( Lc. 15, 4-6). Um rebanho com 100 ovelhas já não é nada de despiciendo. […]


Scroll Up