Espaço do Diário do Minho

A magia de Ronaldo – CR801

15 Out 2021
Luís Covas

Cristiano Ronaldo escreveu, na passada terça-feira, mais uma página de ouro na sua longa e demolidora carreira de futebolista ao conseguir mais 3 golos e atingir a marca de oitocentos e um golos como futebolista de eleição.

Já não existem adjetivos para o classificar, pois atleta notável, magnifico ou estratosférico são utilizados com elevada frequência ao longo da sua carreira profissional.

Tudo se iniciou no ano de 2002 (ao mais alto nível) ao serviço do SC Poprtugal seguindo-se o Manchester United, Real Madrid, onde permaneceu 9 anos, e atingiu quase quinhentos golos, marca só ao alcance de um verdadeiro génio.

Posteriormente transferiu-se para Itália onde ao serviço da Juventus apontou mais cento e um golos, continuando a somar records atrás de records, sendo de assinalar os 10 “hat trick” ao serviço da seleção nacional.

Para além disso conseguiu um poker (4 golos), no apuramento para o mundial de 2016, frente a Andorra, pelo que este atleta ficará para sempre na história dos melhores jogadores (senão o melhor) do futebol mundial.

Os tempos são incomparáveis pois não o podemos relacionar a Pelé, Eusébio, Maradona ou Messi, pois as épocas são distintas e ninguém é igual a ninguém. Cristiano Ronaldo é incomparável e imparável prometendo muitos mais golos, apesar da sua idade, o que a acontecer será com muita alegria que todos os portugueses registarão esses momentos mágicos. E se for ao serviço da seleção nacional então muito melhor!

Analisar a sua formação desportiva poderá passar por caracterizar o passado e o presente, sendo o percurso até ao escalão sénior reconhecido como um atleta que reunia condições para atingir o tão almejado topo da pirâmide.

Não obstante todo esse estudo de acompanhamento do percurso formativo, importa igualmente perceber de que forma, enquanto sénior, é possível ter um projeto de carreira desportiva que o mantenha, durante muito tempo, no auge da sua capacidade avassaladora de fazer golos. Até se costuma afirmar que – “mais difícil que chegar ao topo é manter-se lá”, e esse deve ser a preocupação dos “experts” da modalidade para que possamos saber a essência do seu valor e se possível replicar noutros talentos que se seguirão nesta e noutras modalidades.

Poderemos pensar que para além do seu talento é um profissional que nunca está satisfeito com aquilo que produz e em cada dia dá o melhor de si! E porquê? Porque é o primeiro a chegar ao treino, o último a sair, trabalha com entusiasmo, paixão e com níveis de intensidade impressionantes, nunca se satisfazendo com aquilo que alcança. Tem como filosofia – “hoje quero ser melhor que ontem”, e é para isso que trabalha!..

Para além dos 801 golos que marcou na sua carreira foi também no Algarve que Cristiano Ronaldo se tornou no jogador europeu mais internacional de sempre, com 181 jogos ao serviço da equipa das quinas. Poder-se-iam referir outros dados mas penso que os que referi serão suficientes para serem modelo para qualquer atleta que queira singrar na modalidade e atingir os momentos mágicos de CR801.



Mais de Luís Covas

Luís Covas - 26 Nov 2021

Na atualidade o desporto é um direito de todo o cidadão, visto que são conhecidos e reconhecidos os benefícios da prática desportiva no bem estar do ser humano. Estes benefícios e os direitos à prática desportiva estão consignados na Carta Europeia do Desporto, na Constituição da República Portuguesa e na Lei de Bases do Sistema […]

Luís Covas - 12 Nov 2021

Nos últimos tempos muito se tem falado sobre o racismo no desporto. Os meios de comunicação social noticiam frequentemente a ocorrência de incidentes racistas entre espectadores nos eventos desportivos. No futebol masculino, por exemplo, os adeptos são os principais causadores desse tipo de incidentes. No entanto, também se verificam incidentes racistas entre jogadores, em especial […]

Luís Covas - 29 Out 2021

Há vários anos que nos interrogamos porque é que não há mais mulheres no desporto, quer sejam praticantes ou simplesmente espectadoras? A essa pergunta não será fácil de responder visto que para além de questões de cariz cultural a vida familiar (mãe/esposas) tem um peso significativo na contabilização percentual em ser inferior ao masculino. O […]


Scroll Up