Fotografia: DR

Secretária de Estado considera que Braga reúne «todas as condições» para a interculturalidade

Braga acolhe atualmente cerca de 11 mil imigrantes oriundos de 115 países diferentes. Dois terços desta população é oriunda do Brasil.

Rita Cunha
16 Out 2021

A Secretária de Estado para a Integração e as Migrações considera de o concelho de Braga reúne «todas as condições» para a interculturalidade através da «valorização da riqueza da diversidade» de imigrantes que acolhe: 11 mil de 115 nacionalidades diferentes, a maioria (dois terços) com origem brasileira, mas também com preponderância de italianos, angolanos e ucranianos.

Cláudia Pereira, que falava ontem na sessão de abertura do 1.º Fórum do Imigrante, Integração e Interculturalidade, organizado pelo município e o Centro Municipal do Imigrante, Integração e Interculturalidade de Braga (CMIII), enalteceu o trabalho que tem sido feito na cidade, e que tem acompanhado as necessidades.

«Tem havido um aumento [de imigrantes], mas também um aumento das respostas», considerou, dando como exemplos o Centro de Atendimento e Apoio ao Imigrante da Cruz Vermelha Portuguesa, o CMIII, o recém-criado Gabinete de Inserção Profissional do Imigrante, o Conselho Municipal para a Integração e Interculturalidade, a aplicação móvel “Braga INCOMING”, os apoios aos processos de reconhecimento de equivalências, os dois projetos inseridos no Projeto Escolhas, as aulas de Português para imigrantes da EB 2,3 André Soares e a equipa de mediadores interculturais.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up