Vídeo: Nuno Cerqueira

Mais de um milhar em manifestação

Nuno Cerqueira
23 Outubro 2021

 

E o povo do Minho saiu à rua “num dia assim” para reafirmar a vontade de quer ver longe as minas de lítio. A manifestação, uma verdadeira mostra da identidade popular, invadiu as ruas de Viana do Castelo.

Autarcas, grupos culturais, artistas, movimentos e ambientalistas, deputados da Assembleia da República e, em geral, sociedade civil, voltou a mostrar que não quer ver nas região dos distritos de Braga, Viana do Castelo e Vila Real o território esventrado.

Também da Galiza ver vários municípios, todos a uma só voz, para dizer não.

Mais de mil pessoas numa manifestação pacífica e cultural, com a concentração a ter início na Pousada de Juventude de Viana do Castelo, com quatro presidentes de Câmara do PS (Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Paredes de Coura) e um do CDS-PP (Ponte de Lima) a unirem-se à manifestação contra os projetos de prospeção e pesquisa de lítio previstos para Serra d’Arga.

«O valor que temos na Serra d’Arga é muito superior ao que poderá vir da exploração mineira. A preservação ambiental é um valor incalculável no futuro. Quem tiver paisagem, equilíbrio, biodiversidade tem um património inestimável que vai valer muito mais do que muitas minas», disse o presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vítor Paulo Pereira.

O protesto, organizado pelo Corema – Movimento de Defesa do Ambiente e Património do Alto Minho, o movimento em Defesa da Serra da Peneda e Soajo, o movimento SOS Serra d’ Arga, do distrito de Viana do Castelo, e o movimento SOS Terras do Cávado, de Barcelos, distrito de Braga, começou mais de meia hora depois a percorrer a avenida junto ao rio Lima.

 

View this post on Instagram

 

Uma publicação partilhada por E24 (@e24.pt)

Bombos, cantadores ao desafio, cavalos garranos, uma raça protegida devido ao risco de extinção e que é criado livre nas paisagens da Serra ‘Arga, movimentos e associações de todo o concelho e de várias regiões do país integram o desfile juntamente com mais de mil participantes.

“Fora da Serra que a Serra é nossa”, entoavam as vozes de Augusto Canário, Zé Zé Fernandes e Quim Barreiros numa versão ambiental do tema “Fora da Bouça” dos Cantares do Minho

A ação foi convocada na sequência da abertura da consulta pública, iniciada pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) dois dias depois das eleições autárquicas de setembro, do relatório de avaliação ambiental preliminar do Programa de Prospeção e Pesquisa de Lítio das oito potenciais áreas para lançamento de procedimento concursal.

O período de consulta, inicialmente previsto até 10 de novembro, foi prorrogado pela DGEG para 10 de dezembro, após a contestação de partidos políticos, autarquias e movimentos cívicos.

 


Outros Vídeos

Scroll Up