Fotografia: DR

Autarcas unidos no combate à abstenção

Respondendo ao apelo do Movimento de Cidadania Contra a Indiferença, deixaram o compromisso de desencadear ações concretas para incentivar o exercício da cidadania nas suas comunidades.

Rita Cunha
14 Jan 2022

Os autarcas de várias freguesias do concelho de Braga estão unidos contra a abstenção nas eleições, motivo pelo que se associaram ontem ao Movimento de Cidadania Contra a Indiferença, deixando o compromisso de desencadear ações concretas para incentivar o exercício da cidadania nas suas comunidades.

Numa sessão que decorreu esta tarde, os presidentes da União S. José de S. Lázaro e S. João de Souto, S. Vicente, União de Maximinos, Sé e Cividade, União de Freguesias de Ferreiros e Gondizalves e União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe reconheceram que a problemática da abstenção e a participação política dos cidadãos é um problema transversal aos territórios onde exercem as suas funções, sendo necessário, por isso, desencadear políticas locais que incentivem, desde logo, os mais novos a participarem ativamente na vida cívica.

Reconhecem, contudo, que esta problemática exige tempo e uma mudança do paradigma atual que só se consegue com o incentivo ao desenvolvimento de iniciativas que combatam a iliteracia política.
Por entre as ações que se propõem a concretizar, os autarcas apontam o trabalho junto da comunidade escolar como essencial para formar e incentivar os mais novos a serem cidadãos responsáveis e proativos nas respetivas freguesias em particular e no concelho em geral.

Os responsáveis também não esquecem as atuais gerações de eleitores que, por diversos motivos, se afastaram dos atos eleitorais. Nesse sentido, comprometem-se a desenvolver campanhas de informação e de esclarecimento que permitam que todas e todos possam participar ativamente quer nas atuais eleições legislativas, quer em futuros atos eleitorais.
Os meios digitais são uma das ferramentas que preveem utilizar para ajudar ao esclarecimento dos eleitores relativamente a cada um dos atos eleitorais, contribuindo assim para um maior e melhor esclarecimento na altura de fazerem as suas opções políticas.

Os autarcas destas freguesias e União de Freguesias sublinham ainda que esta missão deve estender-se a todo o território e, por isso, apelam aos restantes presidentes de Junta pata que adiram a esta tomada de posição, criando uma dinâmica que ajude a reduzir os elevados níveis de abstenção que se registaram no concelho de Braga nas anteriores eleições legislativas realizadas em 2019, e que foram de 40,17%.





Notícias relacionadas


Scroll Up